Plano de Marketing Parte 2: Estrutura, Comercialização e Localização


21 de Fevereiro de 2017 às 11:19
Hoje nos iremos tratar sobre a localização do seu negócio, comercialização e estrutura de vendas, confira as nossas dicar a partir do Manual do SEBRAE.

Se você não acompanhou a primeira parte dessa etapa, clique: Plano de Marketing


Muitas pessoas não pensam em como os produtos e serviços chegarão até os seus clientes, para isso é preciso pensar em estrutura e comercialização. Pensar em modelos de venda mais eficazes para o tipo de serviço e produto que você oferece é necessário para garantir que eles alcancem os seus clientes, seja por meio de vendedores internos e externos, representante, consultores e etc. Como parâmetro, você deve observar a quantidade de compradores, tamanho dos pedidos, comportamento do cliente: se ele tem por hábito comprar pessoalmente, por telefone ou outro meio.

A comercialização pode ser feita diretamente pelos proprietários, colaboradores e terceirizados a outras empresas, o importante mesmo é que as pessoas que vendam os produtos os conheçam de forma ampla e detalhada, e procurem uma vantagem sobre a concorrência. Segundo o SEBRAE, uma alternativa para regiões extensas e desconhecidas é a contratação de representantes comerciais, a partir de um contrato especifico para esse modelo de trabalho.

Localização do Imóvel

Para vender, você precisa pensar na localização do seu negócio, nessa etapa do plano de negócios, você deve identificar e justificar a localização do seu negócio, pontuando questões positivas e negativas. Para avaliar, você pode analisar os volumes de suas vendas, se o imóvel é próprio ou locado, as condições de pagamento, os prazos para pagamento, condições de vizinhança (segurança, ponto comercial, residencial), facilidade no acesso, nível de ruído, condições de higiene e limpeza e a existência de locais para estacionamento.

Você pode observar quem são os seus clientes e se eles residem próximos a sua localização, observando a periodicidade que vem até o seu negócio e o fluxo de compra. Também é possível avaliar a proximidade dos concorrentes, fornecedores, avaliando custos e visibilidade, para que o balanço seja feito de forma correta.

Caso você esteja pensando em mudar seu ponto, você deve avaliar os motivos para essa mudança, se a localização é coerente com o seu tipo de empreendimento, verifique se a atividade realizada é permitida no local via contrato de locação. Não deixe de entrar em contato com a Prefeitura para verificar essas informações e se há implicações em órgãos como a vigilância sanitária e o corpo de bombeiros.